Projeto antecipa feriados na capital para ampliar isolamento social

Consultoria e Assessoria Tributária

Projeto antecipa feriados na capital para ampliar isolamento social

O prefeito Bruno Covas e o governador João Doria anunciaram a proposta de antecipação de feriados municipais e estaduais. A medida tem o objetivo de ampliar os índices de isolamento na capital, que costumam ser maiores durante os finais de semana e feriados, contribuindo para a diminuição da propagação do coronavírus na cidade. O anúncio ocorreu durante coletiva de imprensa realizada nesta segunda-feira (18), no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo do Estado,

“É mais uma maneira que a Prefeitura e o Estado de São Paulo têm encontrado para ampliar o isolamento social e não deixar que todo mundo fique doente ao mesmo tempo, da mesma forma que estamos correndo contra o tempo para poder inaugurar leitos de UTI e de enfermaria, que ainda pretendemos inaugurar no mês de maio”, afirmou o prefeito Bruno Covas.

Covas já havia anunciado a medida ontem. A ideia é que os feriados de Corpus Christi e Consciência Negra sejam celebrados na próxima quarta-feira (20) e quinta-feira (21), respectivamente. A ideia é que na sexta-feira (22) seja ponto facultativo.

“Hoje, a partir 15h, a Câmara Municipal começa a debater o projeto enviado ontem. Caso a Câmara consiga aprovar projeto até amanhã nós anteciparemos os dois feriados municipais que ainda temos”, disse Covas. Neste último final de semana o índice de isolamento social na capital foi de 52% no sábado (16) e de 56% no domingo (17). Durante a semana, os índices não passaram de 48%.

Hoje, o governador João Doria anunciou que pretende antecipar o feriado paulista pela Revolução Constitucionalista de 1932, do dia 9 de julho, para a próxima segunda-feira (25).

“A expectativa é que o projeto possa ser analisado em regime de urgência e possa ter a aprovação majoritária dos deputados da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, da mesma maneira que vereadores e vereadoras avaliarão a proposta do prefeito, no mesmo sentido, na mesma direção, e com outros feriados”, explicou Doria.

Apoio da Polícia Militar 
Nesta segunda-feira (18), o prefeito Bruno Covas também solicitou ao governo do Estado que, a partir de amanhã (terça-feira), policiais militares acompanhem os 2 mil fiscais das subprefeituras para fiscalizar o cumprimento da quarentena pelo comércio na cidade de São Paulo. 

“É um reforço muito bom, muito positivo, e que vai ajudar muito os nossos fiscais na fiscalização desses vários comércios não essenciais, que não têm atendido ao apelo e continuam abertos aqui na cidade de São Paulo”, afirmou o prefeito.

Fonte: Prefeitura Municipal de São Paulo

Tags: , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *